Monday, April 24, 2006


DOCES PALAVRAS

Doces palavras são as tuas
Que abalam minha alma
Com meu coração a pular
Quase da caixa a saltar.

Palavras feitas de mel
Macias como o nosso colchão
É como me levar ao céu
Ao enlaçar-me com seu véu.

Proferidas pela alma
São as tuas macias palavras
Para mim és bálsamo
E sempre mais te amo.

Teu palavreado é inigualável
Segredos do coração
É fonte inesgotável
Para mim é indispensável.

Gosto de contigo falar
É injeção de vigor
Perfume que para mim exalou
Luz que jamais apagou.

Palavras como de anjo
Protetores e companheiras
Gosto de ouvi-las tanto
Nem sei descrever o quanto.

Autor: Antonio Cícero da Silva
Do livro: "NÓS SOMOS POESIA"
(Câmara Brasileira de Jovens Escritores-2005)
http://www.camarabrasileira.com/antoniocicero.htm
acicero.s@ig.com.br

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home