Monday, May 22, 2006


Olá meus caros amigos e amigas, tenho o prazer de informá-los, das minhas publicações e notícias, no
http://antoniocicerodasilva.blig.ig.com.br

MEU PAÍS BRASIL
Antonio Cícero da Silva

Meu país é o Brasil
Por isso sou varonil
Não vivo em um funil
Mas em terra fértil.

Meu Brasil é muito rico
Portanto é aqui que fico
Amplas terras de solo benéfico
De céu lindo ao infinito.

No Brasil há muita riqueza
Mas também muita pobreza
Desigualdade contínua na mesa
Onde esperamos pela nobreza.

Brasil gigante e pequenino
Na visão do homem e do menino
Terras férteis do divino
País do meu povo que muito estimo.

Brasil terra de Cabral
Onde viveu o homem ancestral
Lugar de grandeza vegetal
Também de animal e mineral.

Fauna e flora extensas e lindas
Onde as pessoas são bem vindas
Águas claras e cristalinas
Paraíso das nossas indígenas.

País campeão nas muitas lutas
Quando precisou até na força bruta
Vencedor nas mais humildes e mais cultas
Brasil lugar de forças ocultas.

Poema publicado na "IX COLETÂNEA KOMEDI"
(Editora Komedi-2005)

Wednesday, May 03, 2006


PEDIDOS E LAMENTAÇÕES DE UMA CRIANÇA

Antonio Cícero da Silva

Pai, não bebes quando dirige
Lembras que preciso tanto de ti
Para ser feliz da vida
Nos dias em que há de vir.

Pai, tanto que te pedi
Mas de nada adiantou
Um dia muito embriagado
Embaixo de uma Scania entrou.

Através de tua teimosia
Tudo isso aconteceu
O destino acabou com ele
Com o paizão que era meu.

E agora, pai do céu
O que farei da minha pequenina
vida?
Depois de tudo isso
Fiquei muito entristecido...

Poema publicado no "Jornal do
Guarda Chuva", do extinto Banco
Nacional S/A.
Em abril de 1989.



DEUS DE AMOR

Como é lindo,
oh! Deus,
os teus encantos.
Como é esplendoroso
oh! Criador,
todo o céu e o
firmamento.
Olhamos para o alto
e sentimos a tua
gloriosa presença,
o teu infinito amor...
Oh! Deus protetor.
O céu é o teu trono,
a terra o teu tapete,
que usa com carinho
e no homem bom
deleita-se, se encanta
e no seu coração,
o eterno amor canta...
"Hosana ao Rei eterno"...