Wednesday, May 03, 2006


PEDIDOS E LAMENTAÇÕES DE UMA CRIANÇA

Antonio Cícero da Silva

Pai, não bebes quando dirige
Lembras que preciso tanto de ti
Para ser feliz da vida
Nos dias em que há de vir.

Pai, tanto que te pedi
Mas de nada adiantou
Um dia muito embriagado
Embaixo de uma Scania entrou.

Através de tua teimosia
Tudo isso aconteceu
O destino acabou com ele
Com o paizão que era meu.

E agora, pai do céu
O que farei da minha pequenina
vida?
Depois de tudo isso
Fiquei muito entristecido...

Poema publicado no "Jornal do
Guarda Chuva", do extinto Banco
Nacional S/A.
Em abril de 1989.

1 Comments:

Blogger Antonio Cícero da Silva(Águia) said...

Um poema triste, mas que nos chama a tenção para a realidade do dia-a-dia...

7:40 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home